“O Remo está zerado”

254

Manoel Ribeiro abre o jogo e diz que recebeu o Leão sem nenhum centavo em caixa, mas com seis meses de salários atrasados.

Na terça-feira, 3, Manoel Ribeiro completa um mês como presidente do Remo. Vencedor do último pleito, em embate com André Cavalcante, Ribeiro foi escolhido pelos associados remistas que depositaram confiança na sua larga experiência e vivência dentro da Agremiação, tendo feito sucesso nas décadas de 70 e 80. Por isso, ganhou o  apelido de ‘Marechal da Vitória’. É com esse adjetivo que Manoel Ribeiro se propôs a trabalhar pelo Remo, sobretudo pela restauração moral e financeira do Leão, sobretudo este último item, o mais danoso e que vem corroendo o Clube de Periçá há anos.

Fonte: O Liberal

LEAVE A REPLY